Google+ Followers

16 de jan de 2011

SOPA DE PEDRA

UMA SINGELA HOMENAGEM A MINHA   MAMÃE FRANCISCA... 

A única pessoa que eu conheço que realmente fez esta receita!                






    A "Sopa de Pedra" é um prato da culinária portuguesa, mas minha mãe conheceu uma receita desta sopa quando ainda morava no nordeste do Brasil.




A receita original pede carne de porco, toucinho, chouriço, carne de vaca, legumes, batatas,feijão e temperos. 

Eu particularmente gosto mais da histórinha que minha mãe contava. 
Te amo mãe!





                             Portugal 

                            (a fábula)


"Um frade pobre, que andava em peregrinação, chegou a uma casa e, orgulhoso demais para simplesmente pedir comida, pediu aos donos da casa que lhe emprestassem uma panela para ele preparar uma sopa – de pedra... E tirou do seu bornal uma bela pedra lisa e bem lavada. Os donos da casa ficaram curiosos e, de imediato, deixaram entrar o frade para a cozinha e deram-lhe a panela. O frade colocou a panela ao lume só com a pedra, mas logo disse que era preciso temperar a sopa... A dona da casa deu-lhe o sal, mas ele sugeriu que era melhor se fosse um bocado de chouriço ou toucinho. E lá foi o unto para junto da pedra. Então, o frade perguntou se não tinham qualquer coisa para engrossar a sopa , como batatas ou feijão que tivessem restado da refeição anterior... Assim se engrossou a sopa “de pedra”. Juntaram-se cenouras, mais a carne que estava junta com o feijão e, evidentemente, resultou numa excelente sopa."


Brasil 
(a nossa versão)

"...o frade é substituído por um malandro ou Pedro Malazartes, e a dona da casa é uma senhora conhecida na comunidade por negar auxílio a quem quer que seja. O malandro aposta com um amigo que consegue todos os ingredientes da sopa de graça com a senhora avarenta. Esta, movida pela curiosidade sobre a sopa de pedra, fornece-lhe um a um os ingredientes. Embora a história seja levemente diferente, esta versão passa a mesma moral, que a cooperação pode levar a resultados inesperadamente bons."






  


                                                       

Você paga caro por uma pizza?



Esqueça aquela pizza do seu bairro.
 Junte suas moedinhas e experimente uma pizza de valor!


"O chef criou o que poderia ser pizza mais cara do mundo para arrecadar fundos para a Fred Hollows Foundation.                     
A pizza é polvilhado com ouro e coberto com caviar e                  champanhe embebida lagosta marinada no melhor cognac.        
Criador Domenico Crolla disse que valia mais de US $ 3700."     

                                                    


"...a ONU e a FAO divulgaram, recentemente, um documento incentivando a população ao consumo de insetos, pois, além de altamente nutritivos, ainda vão colaborar com a melhoria das colheitas, já que grande parte é perdida pelos insetos. Este documento de autoria do professor Arnold van Huis, da Universidade da Holanda e consultor da FAO e da ONU, diz que comer insetos tem muitas vantagens, como o alto nível de proteínas e vitaminas."

                                                                              

E viva a nutrição (eca!)



Muffim


MUFFIM






 ingredientes:



250 g de farinha de trigo;
3 colheres (chá) de fermento em pó;
1/2 colher (chá) de sal;
150 g de açúcar;
1 ovo inteiro;
1 xícara (240 ml) de leite semidesnatado;
4 colheres (sopa) de óleo vegetal


Preparo:


Primeiro ligue o forno e deixe aquecer (200°)

Misture a farinha, o fermento, o sal e o açúcar em uma tigela grande. Faça um buraco no centro. Em uma tigela pequena, bata os ovos com um garfo. Acrescente o leite, o óleo e mexa. Despeje tudo de uma só vez para dentro do buraco da mistura de farinha. Mescle rápido e levemente com um garfo até a massa ficar umedecida, mas não bata. A massa ficará espessa e irregular. Nesse momento, adicione frutas, nozes, chocolate, etc (ver nota abaixo). Misture os ingredientes com cuidado para que possam incorporar à massa.



Despeje a massa em uma forma de muffin – untada ou forrada com forminhas de papel.

Asse os bolinhos por 25 minutos, ou até dourarem.